Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player







Notícias
   
Site












A Ferrovia




SÃO FIDELIS (antiga LUCA)

Município de São Fidélis, RJ

Linha de Campos a Miracema - km  L/CM-05
Inauguração: 1880 - com trilhos

Uso atual: n/d

Data de construção do prédio atual: n/d

 

HISTORICO DA LINHA: A ferrovia ligando Campos a São Fidélis foi aberta em 1/8/1891, por uma concessão recebida por Edmundo Meinick e outros em 1876. Por outro lado, a E. F. Santo Antonio de Pádua, com uma concessão de 1879, havia estabelecido uma linha unindo Luca (São Fidélis) a Santo Antonio dos Brotos (Miracema), ferrovia esta aberta em 1880, de São Fidelis até Santo Antonio de Pádua, e em 1883, desta cidade até Miracema. Em 1884, este última foi vendida à E. F. Macaé a Campos. Em 1891, quando Miracema já estava ligada a Campos pela junção das duas ferrovias, ambas já pertenciam à Leopoldina. A linha era ligada até a linha do Manhuaçu próxima a Miracema, através do ramal de Paraoquena, que liga as estações dee Cisneiros, naquele ramal, com a de Paraoquena. Embora tenha parado de transportar passageiros desde o início dos anos 80 (em 1980 ainda trens mistos carregavam passageiros de Recreio a Campos), a linha está ativa até hoje para cargueiros da FCA. Nos últimos tempos, o trem de passageiros, e hoje os cargueiros, seguiam direto de Cisneiros, na linha do Manhuaçu, pelo ramal de Paraoquena até Campos, deixando o trecho Paraoquena-Miracema desativado.

 

A ESTAÇÃO: A estação de Luca foi inaugurada em 1880 como a estação inicial da E. F. Santo Antonio de Pádua, que ligava a cidade de Luca (São Fidélis) a Valão das Antas (Cambuci). Poucos anos mais tarde, a estrada foi estendida até Santo Antonio dos Brotos (Miracema). Ainda nos anos 1880, o nome da cidade de Luca foi alterado para São Fidélis. Esta era a descrição do pátio da estação em 1884: "Na estação de São Fidélis, freguesia do mesmo nome: uma casa de pau a pique, coberta de telha, com 4 portas e 3 janellas de frente; uma armazem para cargas, coberto de telha, com 10 portões e uma coberta anexa; uma casa de pau a pique, com 4 janellas de frente; outra de construcção ligeira, com 3 janellas; ourta de pau a pique, coberta de zinco, com 2 janellas de frente; outra mais, com eguais caracteristicas; e mais duas de porta e janella, cobertas de zinco; um eificio para officinas, coberto de telhas, aberto nas extremidades, e nos fundos duas meias aguas; varias plataformas; e mais assim os terrenos onde se acham todas essas construcções, com 826 metros por 124, confrontando ao sul com o rio Parahyba, ao norte com terras de Antonio Pitta de Castro, a leste e oeste com quem de direito" (Estradas de Ferro do Brasil, Cyro Pessoa Jr., 1886). Em 1891, São Fidélis foi ligada a Campos, já então pela Leopoldina, e a linha passou a se chamar Linha de Campos a Miracema. Ainda passam raros trens cargueiros por São Fidélis, mas os trens de passageiros deixaram de passar por ali desde o início da década de

sao fidelis


A estação de Ernesto Machado, em 01/2004.Linha de Campos a Miracema.
A ESTAçãO: Ainda passam raros trens cargueiros pela estação de Ernesto Machado, mas os trens de passageiros deixaram de passar por ali desde o início da década de 1980.
sao fidelis


A plataforma da antiga parada de Fazenda da Pedra, em 01/2004.Linha de Campos a Miracema.
A ESTAçãO: Ainda passam raros trens cargueiros pela velha parada de Fazenda da Pedra, mas os trens de passageiros deixaram de passar por ali desde o início da década de 1980. Já foi demolida, hoje resta somente a plataforma junto a uma árvore. A parada certamente atendia a fazenda, no passado. é uma bela propriedade que fica sob uma grande rocha que lhe dá o nome. Curiosamente o dono se apossou de uma caixa d'agua da ferrovia e a instalou na fazenda. é possível vê-la da estrada asfaltada.


sao fidelis


A estação de Pureza em 01/2004.Linha de Campos a Miracema.
A ESTAçãO: A estação foi aberta em 1880, com o nome de Coqueiros. A descrição do local em 1884 era "Na estação de Coqueiro, freguezia de São Fidelis: um edifício no km 16, construído em madeira de lei, paredes de pau a pique, com plataforma" (Estradas de Ferro do Brasil, Cyro Pessoa Jr., 1886). Ainda passam raros trens cargueiros por Pureza, um distrito do município de São Fidélis às margens do rio Paraíba do Sul, mas os trens de passageiros deixaram de passar por ali desde o início da década de 1980. A estação ainda está de pé em 2004.

 

Fonte : www.estacoesferroviarias.com.br
























Copyright © 2001 - 2017  www.saofidelisrj.com.br | Todos os Direitos Reservados.

   empresa responsável Consultoria RP4 & Comunicação   Registro DRT/RJ nº 29740